Os deuses nunca estão certos.
 
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 [FP] Atreu de Sirene

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Atreu de Sirene
Marinas de Poseidon
Marinas de Poseidon


Mensagens : 2
Data de inscrição : 09/08/2016

Ficha do personagem
HP:
400/400  (400/400)
CP:
400/400  (400/400)
Itens e Presentes:

MensagemAssunto: [FP] Atreu de Sirene   Qui Ago 11, 2016 8:54 pm


O que é isso? Uma ficção dramática feita para conseguir minha simpatia?



FP - Atreu



Nome : Atreu Corvinus
Sexo : Masculino
Idade : 23
Veste : Escama de Sirene
País que Nasceu : Itália




Características físicas:

Atreu recebeu o título de Marina mais belo em todo território de Poseidon, quando ainda era uma jovem cantor e ao adentrar no exército de Atlântida, recebeu o mesmo título, sendo que sua beleza é capaz de lhe confundir com alguém do sexo feminino. Medindo 1,80m e pesando 73 kg, apresenta um belo corpo cheio de luxúria aos olhos femininos e uma excelente pele clara. Tem um belo cabelo liso e azul-branco, olhos Azuis esverdeados, penetrantes, capazes de encantar qualquer pessoa que olhar. O Marina tem seu lado vaidoso e busca sempre cuidar de seu corpo e aparência, mesmo que não fosse fresco.


Características psicológicas:

Ele é um soldado, um sobrevivente, não importa de que outro jeito você o olhe, ele foi feito para lutar e têm total consciência disso. Sempre sério, ele vê tudo pelo prisma de seu dever como General Marina, e qualquer coisa que interfira com seu dever é um incômodo. Geralmente prefere resolver impasses pelo método mais lógico, o que leva as pessoas a pensarem que ele possui uma pessoa sem sentimentos. Claro, o mesmo é bastante inteligente e astuto, capaz de bolar estratégias virtualmente perfeitas em um passo de vitória. Possui um lado intelectual, podendo ser visto lendo em sua biblioteca quando não está ocupado, ou então estudando algo que tenha chamado sua atenção.

Em situações normais, Atreu demonstra um comportamento sério, até mesmo frio, no máximo aumentando o tom de voz quando irritado, mas quando em combate mostra quem realmente é. Quando esta lutando, ele se torna muito mais calmo, falando em poucas palavras

Outra coisa que compõe a personalidade deste é que acredita na “Justiça Absoluta”. Para ele, qualquer um que desafie as leis superiores é criminoso e como tal, deve ser punido com a morte. Além disso, qualquer um que falhe em seu dever para com sua comunidade também é um criminoso e merece a morte. Por exemplo, um soldado que caia em batalha, mas sobreviva, deve ser executado por ter falhado em combate.



História:

Há muitos anos, após a guerra ter dizimado Atlântida e todo o reino marinho, um êxodo de tritões e sereias foi provocado, espalhando-os em pequenas comunidades através do mundo e principalmente do Mar Mediterrâneo. Diz a lenda que, desta forma, uma família de tritões e sereias, servos de Poseidon, se alojou em Nápoles, afim de conseguir reiniciar suas vidas. Com certa dificuldade conseguiram se estabelecer, e com o passar do tempo se adequar ao estilo de vida italiano e da superfície. Assim anos se passaram, até que as tradições fossem sendo esquecidas, ficando apenas no imaginário e folclore local daquela comunidade. E é nessa comunidade formada de ''descendentes de tritões e sereias'' que nasce um jovem, Atreu. Desde nascer sua beleza e encanto eram capazes de conquistar todos, chamando a atenção para si, onde quer que seu pai ia.

Teve uma infância muito boa, apesar de viver num lugar humilde. Era muito bem querido, e desde sua tenra idade apresentava dois talentos especiais, sua beleza, admirada por toda a vila, e sua voz. Com 9 anos venceu diversos tipos de concursos, surgindo para o mundo e encantando diversas pessoas. Mas ele gostava mesmo era de cantar, e sua voz era admirada por muitos. Então o jovem decide se tornar um músico, e rapidamente alcançou o sucesso e a fama por toda a Itália. Sua música penetrava nos corações dos ouvintes, a tal ponto de não conseguirem esquecer e querer ouvir sempre por mais, criando uma multidão de fãs. Mas algumas de suas músicas pareciam tristes como de um peregrino que procurava voltar à sua terra natal, apesar de nunca entender esse sentimento.

Porém aos 19 anos, a vida mudou completamente. Durante uma turnê num cruzeiro, ele naufragou e foi parar numa ilha deserta, sendo dado como morto. Durante a tempestade, pode ouvir uma voz forte e poderosa: "É hora de acordar... Está na hora de assumir seu posto ao meu lado, para reconstruirmos nosso reino". Lá ele conheceu um senhor chamado Javos, que havia chegado ali a algum tempo, na ilha de Capri. Ele havia chegado a procura de uma lenda, estava atrás das lendárias Sirenes, e acabou encalhando na ilha, e nunca mais conseguiu sair, já que mal se passava uma alva viva ali. Logo se deram bem e criaram uma boa amizade, fazendo com que o rapaz chegasse a chamá-lo de avô.  

Contudo, numa tarde, meses depois, quando Javos havia saído para pescar em sua jangada (não era possível deixar a ilha, pois a corrente traziam os barcos sempre de volta para a praia), uma tempestade caiu sobre a ilha, fazendo-o naufragar. Atreu, que estava sobre os rochedos, cantando, enquanto esperava seu avô, viu a tempestade e o viu naufragar. Desesperado e sem pensar ele se lançou ao mar afim de alcançá-lo. No entanto a tempestade era forte e Beatrice não conseguia suportar os dois, mas, quando estavam a beira da morte, alguma coisa os salvara naquele dia. Na manhã seguinte, estava espantado, mas Javos revelou a ela a verdade. Ele era um um ex-guerreiro de Poseidon, que estava naquela ilha como castigo pelos pecados, afirmando que Atreu era o sucessor de sua Escama. Então contou-lhe toda a história das guerras santas, que achava que fosse uma lenda contada por seus pais. Apesar da surpresa, a inquietação de seu coração passara, como se suas dúvidas tivessem cessado, e ao mesmo tempo, um desejo ardente por Atlântida começou a queimar em seu peito. Javos diante daquilo havia entendido, o Reino do Mar havia reerguido e era hora de seus filhos retornarem para casa.

Assim, o senhor passou a ensinar o aspirante a controlar o cosmo, afim de se preparem para o retorno de seu mestre. Rapidamente ficou forte com muito treino e dedicação. Um ano já havia se passado desde que estivera naquela ilha, e hoje tinha uma vida totalmente diferente. Então, durante seu treino matinal sobre o penhasco, sentiu que algo a chamava debaixo do seu pé. Foi então que se lembrara que no penhasco havia uma velha caverna antes inatingível por ela, mas agora mais forte, talvez conseguiria alcançá-la. Então determinado, lançou-se ao mar, afim de alcançar o penhasco e escalá-lo, até então com muito esforço conseguir alcançar a caverna. Cautelosamente adentrava a caverna, na qual um forte brilho reluzia em seu fundo. Até que após um longo caminho, alcançou uma espécie de lençol aquático. Um pequeno lago era formado por uma pequena cachoeira e de traz do mesmo uma forte luz iluminava o local. Quando numa explosão de luz, aquela imagem na onda e sua fala voltaram a memória do rapaz, em seguida, revelando uma armadura feita de escamas douradas, em forma de sirene, se posicionando à frente. Ajoelhando-se, disse: "Senhor, humildemente aceito vossa ordenança e juro lealdade às suas tropas e à Atlântida". entendera tudo que se passara à ele até então, Poseidon a havia escolhido e mandando um de seus servos treiná-los para ser seu General, vestindo a escama de sirene. Logo iria descobrir que seus antepassados viveram naquela ilha, a mesma havia herdado sangue de antigos Generais Marinas.

Após o acontecido, foi rapidamente contar ao Mestre, que ficou extremamente feliz e, ao mesmo tempo, realizado de finalmente ter encontrado um aluno digno, pois dizia que este tinha alguma ascendência, devido sua nova posição, e principalmente, bela voz. Por fim, permaneceu ali mais um ano aprimorando suas técnicas, afim de se apresentar ao seu senhor, digno de seu cargo, dobrando assim a jornada de treino. E então, ao completar 21 anos, seguiu em direção à Atlântida para se apresentar diante do exército de Poseidon. O seu Mestre lhe guiou até certo ponto.



Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ryujin de Scylla
Marinas de Poseidon
Marinas de Poseidon
avatar

Mensagens : 14
Data de inscrição : 10/08/2016

MensagemAssunto: Re: [FP] Atreu de Sirene   Qui Ago 11, 2016 9:00 pm

App.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
[FP] Atreu de Sirene
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Saint Seiya Future Generation :: Fichas Aceitas-
Ir para: